Site Lento? Como corrigir esse erro para melhorar seu SEO?

29/11/2017

Você coloca as técnicas de SEO em prática no seu site? Sabe quais são os pontos fundamentais que podem comprometer todo esse trabalho?

Fica com a gente, que hoje esse é nosso assunto!

Como o SEO funciona?

Para determinar o ranqueamento de um site, o Google utiliza mais de 200 fatores em seu algoritmo.

Atualmente, dentre os mais importantes está a velocidade de carregamento. Esse critério foi introduzido pelo Google em 2010.

Um site com lento faz com que muitos usuários desistam do acesso mesmo antes do processo terminar.

Para o usuário a navegação se torna lenta e tediosa, diminuindo as taxas de conversão e engajamento.

Para o Google e todas as empresas, se o usuário não está contente com o conteúdo que está recebendo, é preciso rever os fatores.

Mas como é possível melhorar a velocidade de um site?

Bom, é importante verificar quais problemas precisam ser corrigidos para que seu site seja rápido.

Na internet, temos algumas ferramentas gratuitas que nos ajudam a ter um diagnóstico e verificar quais medidas tomar.

O próprio Google fornece algumas ferramentas como o Pagespeed Insights e o Webmaster Tools.

Elas permitem verificar também outros problemas dentro do seu site de uma forma bem eficiente.

Aqui na Fluxo, tanto estas quanto outras ferramentas são utilizadas para medir esses fatores de SEO.

Alguns dos problemas que mais encontramos são:

Imagens não otimizadas.

As imagens utilizadas em seu site sempre devem estar otimizadas para que tenham uma boa qualidade e um tamanho viável para ser carregada.

Existem várias formas de se otimizar uma imagem para web. Já conversamos sobre algumas formas aqui: Como compactar imagens sem perder qualidade e aumentar a velocidade de seu site.

Não utilização de cache no site.

Um serviço de cache é essencial e causa um grande impacto na velocidade de carregamento de um site.

Um bom exemplo desses serviços são o Varnish Cache utilizado para cache em servidores, e o plugin W3 Total Cache para WordPress.

Muitas requisições HTTP.

A quantidade de requisições feitas ao servidor influencia diretamente na velocidade de carregamento.

Quanto maior a quantidade, mais lento será seu carregamento.

As requisições mais comuns são de arquivos de imagens, arquivos CSS e JS.

Portanto, é importante tentar minimizar ao máximo o número de requisições pode melhorar o carregamento do seu site.

Centralizar os arquivos JS e CSS em um só é uma boa prática para reduzir a quantidade de requisições.

Arquivos JS e CSS não minificados.

É recomendado a minificação de arquivos JS e CSS.

O processo de minificação consiste em eliminar tabulações, espaços desnecessários, comentários e outros itens que podem ser eliminados sem que a funcionalidade do script seja afetada.

Tudo isso resulta em uma redução significativa no tamanho do arquivo a ser carregado pelo seu site.

Carregamentos de arquivos externos ao servidor.

Funcionalidades que necessitam de carregamento de arquivos JS externos, até mesmo Webfonts, impactam muito no carregamento do seu site.

Isso, pela necessidade de requisição a outro servidor e por muitas vezes esses arquivos não estarem otimizados, com um tamanho grande para a web.

É recomendado evitar a utilização desses arquivos.

 

E claro, existem outros fatores que podem melhorar a velocidade do seu site.

Estes são os mais comuns de encontrarmos e fáceis de solucionar junto a uma equipe de desenvolvimento ou T.I.

Caso fique com alguma dúvida, entre em contato conosco. Podemos lhe ajudar!

Desenvolvedor

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *