Saiba mais sobre como o tráfego orgânico pode te ajudar a vender mais e veja as estratégias.
Rafael Longo
Rafael Longo|icone relogio 12 min de leitura

Compartilhe:

Manter-se no topo na rede de pesquisas do Google é um desafio, principalmente de maneira orgânica. Então, se você deseja um tráfego orgânico consistente para vender mais, precisa de estratégias efetivas.

Hoje, a partir de estudos sobre o comportamento do consumidor, entende-se que a maior parte do tráfego de varejo por meio dos mecanismos de pesquisa origina-se da busca orgânica, e não paga.

É por isso que, cada vez mais, grandes empresas vêm investindo em SEO para melhorar os cliques orgânicos em vez de priorizar apenas links patrocinados. 

São diferentes investimentos que melhoram a qualidade do site, a experiência do consumidor e, por consequência, o valor da marca, beneficiando diretamente o tráfego orgânico. 

Pense no Google para além de uma ferramenta de busca. Pense nele como uma empresa, assim como a sua. Ele quer oferecer uma boa jornada para o cliente durante o tempo de uso da plataforma de busca.

É por isso que ele varre milhares de páginas da internet para deixar em primeiro lugar as que podem resolver com mais precisão a dúvida do cliente dele. E o problema em não seguir as regrinhas do Google é que seu site não aparece na primeira página e, de acordo com o Hubspot, 75% das buscas não avançam para a segunda página da plataforma. 

Por consequência, se sua página oferece o que o Google está buscando, há o aumento no número de visitas diretas ao site, visitas por meio de pesquisas de navegação e aumento de tráfego até mesmo no local físico.

Tendo em vista o impacto das listas orgânicas realizadas pelo Google para o crescimento das marcas, preparamos este conteúdo para te ajudar a explorar essa técnica e melhorar a posição da sua empresa na ferramenta de buscas.

Panorama do tráfego orgânico para vender mais

O princípio da World Wide Web (WWW), há 30 anos, modificou a forma como as pessoas obtêm o conhecimento. Não era suficiente existir a internet para conseguirmos ter informações, precisávamos de mecanismos de pesquisa, que são cruciais para termos acesso a tanto conteúdo. 

E com o fluxo gigante de conteúdo que vem sendo produzido, especialmente nas últimas duas décadas, essa exigência ficou maior. Por isso, a otimização de mecanismos de pesquisa é uma busca constante, com o foco sempre na experiência do usuário. 

Essas mudanças — inclusive vindas da expansão das redes sociais, que interconectam os seres humanos dos cantos mais remotos do mundo, exigem uma postura de relacionamento com o consumidor por meio da distribuição de conteúdo. 

De acordo com uma pesquisa realizada pelo HubSpot em 2020, postagens em blogs, ferramentas interativas e conteúdo rico despertam mais o interesse do usuário. 

As pessoas se conectam para consumir conteúdo. Entretanto, mesmo que haja muito disso no Google, 90% do que está na internet não recebe tráfego por falta de uma estratégia adequada. Assim, investir em tráfego orgânico é um trunfo para quem faz Inbound Marketing

Nesse contexto, só o tráfego pago não basta. Isso porque, a médio e a longo prazo, o tráfego orgânico aumenta o ROI, melhora o CAC e aumenta a autoridade da empresa — potencializando, inclusive, seus investimentos em mídia paga.

Outro fato extremamente importante é que o consumidor tende a confiar mais em links que não são anúncios. De acordo com o infográfico realizado por especialistas em SEO da Richman SEO Training, sobre o comportamento do consumidor durante as pesquisas no Google, o público tem uma forte preferência por resultados orgânicos. 

Ler mais: Produção de conteúdo e SEO para empresas de software (Saas)

Ou seja, mesmo sem saber o que faz com que um site apareça no topo do Google — a maioria acredita ser por índices de visitação —, o lead tem o insight de que, se aquele link está lá, ele deve ser de confiança. 

Veja mais algumas estatísticas sobre o marketing digital que te ajudarão a ver a importância de explorar o tráfego orgânico:

  • Em 2019, 67% das empresas já estavam utilizando o tráfego orgânico para medir o sucesso do conteúdo.
  • Em 2019, 51% das empresas afirmaram que atualizar o conteúdo antigo provou ser a tática mais eficiente implementada
  • Em 2020, 64% dos profissionais de marketing já estavam investindo em otimização de mecanismos de pesquisa para aumentar o tráfego orgânico.
  • Em 2021, 53% dos profissionais de marketing afirmam que os webinars são o formato mais importante que gera leads de alta qualidade
  • Ainda em 2021, 53% dos profissionais de marketing afirmam que o e-mail tem sido o canal mais eficaz para gerar leads
  • E, para finalizar, 44% dos profissionais de marketing (2021) dizem que medir melhor o ROI das iniciativas para gerar demanda é a prioridade para este ano.

Com base nesses dados, compreendemos que as práticas orgânicas de geração de demanda melhoram a experiência do usuário e os resultados do marketing. É estar no lugar certo, na hora certa. Oferecer o seu produto quando o usuário do Google está procurando exatamente por ele. 

É por isso que o tráfego orgânico é valioso. 

É claro que o tráfego pago também é importante para otimizar a visitação, porque oferece um local privilegiado na rede de pesquisa, além de outros espaços na internet. Entretanto, há a necessidade de pensar a médio e longo prazo também, para estabelecer formas de conquistar o público de maneira natural e com menor CPA. 

Veja a seguir mais benefícios de investir massivamente em tráfego orgânico e vender mais. 

Quais os benefícios de investir no tráfego orgânico?

Vamos começar falando sobre o ROI. Para isso, pense com a gente:

Imagine que você está navegando pelas redes sociais e aparece uma publicidade de uma loja de informática oferecendo um notebook. Você não estava procurando, e aquele anúncio pode sim chamar sua atenção, entretanto, talvez você não esteja interessado em investir nisso agora.

Mas, se você procurar no Google “Notebook I7 8GB 1TB” e encontrar essa mesma loja na primeira página de maneira orgânica, a chance de você fechar a compra é muito maior. 

É claro que a publicidade também traz benefícios — e muitos —, porém, nem sempre ela atende às necessidades do momento do usuário. 

O resultado da pesquisa orgânica é um aperfeiçoamento do ROI. No final das contas, ele é uma das métricas mais importantes, porque mesmo que nossa campanha seja muito criativa e inspiradora, com muitas curtidas e compartilhamentos, o que mais vale é gerar receita para a empresa.

Então, merece destaque o fato de que investir em tráfego orgânico é retorno a médio e longo prazo. 

Quando você paga pela posição na rede de pesquisa, esse pagamento se assemelha a um aluguel, em que você gasta mensalmente para ter acesso àquele espaço. 

Já investir em técnicas para aperfeiçoar o tráfego orgânico se parece mais com o pagamento de um financiamento, no qual os valores resultarão em um espaço próprio. Por isso o tráfego orgânico é, de fato, um investimento. 

A pesquisa orgânica é uma abordagem sustentável.  Ela leva tempo, mas tem resultados que perduram depois que sua marca consegue visibilidade na rede de pesquisa. 

Entretanto, não confunda essa sustentabilidade com algo que não requer manutenção. O SEO está sempre mudando e os algoritmos evoluem, então sua marca deve evoluir também. 

Além disso, o tráfego de pesquisa orgânica capta leads altamente qualificados. 

É importante, sim, ter força nos números de captação de leads. Entretanto, precisamos pensar também na qualidade do tráfego. Entender a otimização do mecanismo de busca é entender a intenção de pesquisa do seu cliente em potencial e selecionar o tráfego pela qualificação. 

Outro benefício importante é que o CPC do tráfego pago é um investimento mais alto, que passa por variações. Já o tráfego orgânico, apesar de também não ser gratuito, — pelo contrário, ele toma muito tempo — tem justamente a proposta de otimizar os investimentos com custos mais baixos.  

Você precisará investir tempo e mão de obra especializada em criação de conteúdo, marketing de mídia social e construção da marca. Mas a boa notícia é que isso são fatores que permanecem. Por isso, a longo prazo, se torna econômico. 

Devemos também levar em consideração que nem todos os seus visitantes vêm pelo mesmo lugar. Isso mesmo! Enfrentar o longo caminho do tráfego orgânico é, também, dar a cara a tapa em diferentes frentes de marketing. E-mail marketing, marketing de conteúdo, mídias sociais, sites, enfim. 

Assumir esse desafio e estar presente nas diferentes mídias amplia as possibilidades de relacionamento com o cliente. 

É por isso que práticas do Inbound Marketing  que prestem atenção ao tráfego orgânico podem mudar o desempenho da sua empresa. Neste contexto, não há outra opção a não ser oferecer uma experiência rica para o cliente.

Entre todas estas e outras mais, a maior vantagem é a seguinte: quando você domina o tráfego orgânico, também domina o mercado. A experiência que você proporciona para o lead se torna única, ele se converte e se torna uma testemunha da sua marca.

Como descobrir as pesquisas do seu ICP para vender mais 

Para aumentar os resultados orgânicos, precisamos saber exatamente o que o cliente está buscando e ajustar nossas palavras-chave de acordo. 

Com essa finalidade, podemos fazer uso de uma série de ferramentas completas e fáceis para otimização de mecanismos de pesquisa. O SEO pode ser difícil de entender, mas, com a ajuda dessas ferramentas, ele se torna mais gerenciável.

Você deve sempre optar por uma ferramenta que saiba muito sobre o seu mercado e te dê acesso às informações sobre seu ICP. Você já colocou no papel tudo que sabe sobre ele?

Hoje vamos te dar um exemplo: o SEMrush. Ele é um software que ajuda as empresas a melhorarem e executarem as campanhas de SEO. Também permite identificar as tendências do seu mercado, então você une essas informações e otimiza seu SEO para gerar leads mais qualificados.

Além disso, o SEMrush permite que você identifique palavras valiosas para sua campanha e observe como a concorrência está fazendo o SEO. Os insights que a plataforma permite são ilimitados. 

Uma das chaves de ouro dessa ferramenta é permitir que você saiba exatamente o que o seu ICP está procurando. Se você inserir uma palavra-chave na plataforma, consegue visualizar as principais perguntas e o volume de busca. 

Com essa informação, você consegue descobrir o que o cliente ideal está pesquisando e, dessa forma, é possível visualizar as dores do ICP e quais são as suas principais preocupações. 

Se sua empresa é de software para escolas e o ICP está procurando formas de melhorar a gestão de escolas de idiomas, por exemplo, sua empresa tem uma informação privilegiada para oferecer a solução que ela está buscando.

Estratégias de marketing com foco no tráfego orgânico | Fluxo

Essa ferramenta é uma entre as facilitadoras para melhorar o tráfego orgânico e vender mais. Ela ajuda também a manter esse fluxo de visitantes nos seus canais, já que você pode manter-se atualizado e rastrear locais, monitorar as palavras-chave, conectar-se ao Google Analytics e muito mais.  

Leia mais: Principais práticas de qualificação de leads para vender mais

Estratégias de tráfego orgânico

Você quer melhorar seu tráfego orgânico e aumentar seu ROI? Comece melhorando o seu SEO. Veja algumas estratégias para aumentar os seus números:

Topo, meio ou fundo de funil: determine seu ICP e faça marketing de conteúdo com precisão

Antes de qualquer coisa, precisamos entender como o conteúdo se encaixa na sua estratégia de marketing digital. Não basta apenas produzir conteúdo, é fundamental fazê-lo de maneira precisa, que vá ao encontro das demandas do seu ICP. 

Se seu cliente ideal tem o cargo de Gerente de Desenvolvimento de Software, por exemplo, você não precisa ensiná-lo JavaScript básico. É um assunto sobre o qual ele entende muito e essa não é a dor dele. 

Pense no funil. Quando encontramos um ICP no fundo do funil, precisamos produzir um conteúdo de acordo com o conhecimento prévio e as novas demandas desse cliente. Já quando o encontramos no topo do funil, precisamos seguir em parceria com ele para continuar a venda. 

Então, uma estratégia de marketing de conteúdo para melhorar o tráfego orgânico é projetar sempre o conteúdo para que ele atenda exatamente às necessidades do seu ICP em cada um dos três estágios. 

E tome cuidado para atualizar os seus conteúdos: você pode ter um repertório excelente de materiais como blogs, webinars e outros, mas eles estão acompanhando o seu potencial cliente pelo funil? 

Conforme o lead avança, as dúvidas, problemas e interesses também se atualizam. É fundamental se atualizar para a manutenção do tráfego orgânico.

No site da Fluxo, você pode ler mais sobre como sair do básico e gerar conteúdo com precisão para melhorar as suas estratégias digitais.

Observe a concorrência na pesquisa orgânica

Estar na primeira página do Google não é necessariamente sobre apenas entregar um conteúdo informativo. É também sobre saber se classificar.

Por isso, uma dica é sempre observar a sua concorrência orgânica. Uma forma de fazer isso é pesquisar por duas ou três das palavras-chave nas quais você deseja melhorar sua classificação. 

Lembre-se de que os concorrentes orgânicos não são, necessariamente, aqueles que vendem o mesmo produto que você. Nesta etapa, a concorrência é pelas palavras-chave e não por vender o produto. 

Quando encontrar as primeiras páginas que correspondem àquelas palavras-chave, observe o que eles estão fazendo para ter uma boa classificação e analise seus pontos fortes: 

  • Quais são os tópicos principais? Observe se as páginas são mais concisas ou se oferecem mais conteúdo do que as demais.
  • Qual a qualidade da página? Analise o carregamento da página, se tem imagens personalizadas, se a escrita flui bem.
  • Como estão os backlinks? Esse é um dos fatores mais valorizados pelo Google. Os backlinks constroem autoridade no segmento de atuação, porque mostram que o conteúdo foi referenciado.

Avaliar esses três fatores com atenção nas páginas que competem pela palavra-chave com você pode ajudá-lo a melhorar suas estratégias de SEO e, por consequência, seu tráfego orgânico.

Leia mais: Palavras-chave: como definir e impulsionar as estratégias de marketing digital?

Estratégias de marketing com foco no tráfego orgânico | Fluxo

Atualize e torne suas páginas existentes ainda mais fortes

Melhorar conteúdos antigos é uma estratégia bem vista pelo Google e pode ajudar a bombar seu tráfego orgânico. Parece uma estratégia simples, mas vai além de mudar um parágrafo e/ou acrescentar imagens.

A primeira coisa que você precisa entender para atualizar suas páginas é que, para passar um concorrente na primeira página do Google, seu conteúdo precisa ser melhor do que o dele. Por isso, você pode observar o que está sendo feito em outros canais para atualizar o seu. 

Outra coisa levada em consideração pelo mecanismo de busca é o Content Freshness

Isto é, o quão atual um conteúdo é. Esse é um dos fatores levados em conta no momento de escolha do Google para o que vai estar na primeira página. Quando ocorre uma atualização, a plataforma compreende que a marca está em busca de melhorar a experiência do usuário e oferecer informações novas. Isso é um fator valorizado.

Por isso, o nível de modificação durante a atualização do conteúdo vai ser levado muito a sério. Além disso, é preciso se preocupar com a frequência com que essas atualizações acontecem. 

Nesse sentido, atualize sempre dados ultrapassados. Fique atento às mudanças do seu ICP e adapte os conteúdos para ele. 

Independente do tamanho do seu time de marketing, atualizar os posts deve fazer parte do calendário como uma das principais estratégias.

Estratégias de marketing com foco no tráfego orgânico | Fluxo

Invista em evergreen content

O conteúdo evergreen — ou conteúdo perene —  é aquele otimizado para buscas continuamente relevantes, que mesmo após muito tempo de publicação continua com tráfego crescente.

De maneira simples: são conteúdos que resistem ao tempo. Quando você escreve sobre dicas de cortes de cabelo em alta para o verão, por exemplo, para o ano seguinte já não fará tanto sentido. 

Esse tipo de conteúdo sensível ao tempo também pode ser produzido, entretanto, investir em evergreen content continua aumentando o tráfego do site mesmo após muito tempo.

Mas não se esqueça que esse conteúdo que resiste ao tempo também precisa ser atualizado. 

Por isso, planeje o conteúdo que será produzido com atenção a esse detalhe. Você também pode usar ferramentas como Google Trends para ver o que está em alta e depois passar por essa análise do Evergreen Content.

Confira mais algumas dicas de como construir um conteúdo resistente ao tempo: 

  • Evite linguagem com vida curta. Ex: que mencione uma data específica, ou expressões como “No ano passado”.
  • Evite referências que, com o tempo, não farão tanto sentido.
  • Explore diferentes formatos, não se prenda só a um tipo de conteúdo.

O evergreen content é um grande aliado no tráfego orgânico. Confira nosso material com mais ideias de conteúdo para a usar na sua empresa.

Site vendedor com Core Web Vitals

Como vimos, o algoritmo do Google está sendo constantemente atualizado para melhorar os mecanismos de busca e a experiência do usuário. 

Nesse sentido, o Core Web Vitals, que está valendo desde maio de 2021, vem dando um peso maior para questões de usabilidade e apresentou também orientações precisas para como melhorar um site, subir seu rankeamento e, por consequência, ajudar a torná-lo vendedor. 

Os três fatores que o Google observa no momento de medir a experiência de um usuário em um site são:

  • Largest Contentful Paint (LCP): esta métrica está relacionada à velocidade de carregamento do site. Ele precisa ser rápido.
  • First Input Delay (FID): é a métrica da interatividade. Mede o tempo de carregamento no momento em que o usuário interage com a página.
  • Cumulative Layout Shift (CLS): avalia a estabilidade visual de uma página, como se há erros de carregamento de elementos visuais e deslocamento da tela. 

Essas métricas são fundamentais para avaliar a experiência que uma página oferece, além de oferecer informações e orientações no momento de criação de sites. 

Alinhar-se a esses fatores é um passo importante em direção a um aumento no tráfego orgânico.

Leia mais: O que é Google Web Vitals e por que você precisa prestar atenção nele?

Tráfego orgânico a médio e a longo prazo

Por fim, quando você investe em tráfego orgânico, está mirando em clientes em potencial que ainda não tiveram a oportunidade de conhecer a sua marca. É um objetivo mais profundo, porque provavelmente eles não vão fechar a compra em um primeiro momento.

Ele voltará no site ou em outra mídia algumas vezes para consumir o conteúdo oferecido antes de tomar a decisão de fechar o negócio, especialmente quando se trata de um produto com um caminho de compra mais longo. Mas, tudo bem, afinal o clique não é pago.

Isso significa que esse processo traz resultados escaláveis a médio e longo prazo. Uma vez que o custo por lead é menor, e que eles tendem a reencontrar seu conteúdo em outras navegações pela internet. Assim é mais fácil construir uma base sólida de prospects, obter crescimento e reduzir cada vez mais os investimentos.

Além de conquistar leads, a médio e longo prazo o tráfego orgânico constrói a autoridade da marca e a imagem de que esta se preocupa em solucionar o problema do cliente. Ou seja, o orgânico parte do agora para atingir resultados futuros.

Estratégias de marketing com foco no tráfego orgânico | Fluxo

Newsletter

Inscreva-se em nossa newsletter para ter tudo em seu e-mail!

Menu

Queremos conhecer seus objetivos. Preencha o formulário e nossa equipe entrará em contato com você.

Se chegou até aqui, você já fez a escolha certa para ver a sua empresa com marketing estratégico, prático e de alta performance!

Suas informações foram enviadas com sucesso. Em breve nossa equipe entrará em contato.