28/01/2020
Compartilhe este artigo

Analisar os dados e as métricas do marketing digital é algo essencial para conquistar o sucesso no seu empreendimento. Aprenda como fazer isso.

Marketing digital de qualidade não existe sem boas estratégias. Mas nenhuma estratégia é capaz de alcançar sucesso sem um acompanhamento de dados e das métricas que permitem medir os resultados.

Afinal, como é possível saber se a sua estratégia de Inbound Marketing, na qual você investiu tanto tempo quanto recursos, está alcançando seus objetivos, sem uma análise de dados que permita ver esses resultados?

Sem acompanhar métricas e analisar o desempenho de uma campanha, a empresa pode estar investindo em algo que não traz retorno e acabar ficando para trás na corrida para conquistar seu público.

Mas então você pode estar se perguntando: como posso medir o sucesso do meu investimento em marketing digital? O primeiro passo é saber, enfim, o que são essas métricas.

Métricas, KPIs e seus conceitos

Os principais conceitos para se entender na hora de analisar os resultados do marketing digital são as métricas e os KPIs. Embora ambos tenham relação, também possuem suas diferenças.

Métricas são os dados essenciais que vão permitir a construção de indicadores de desempenho.

São elas que possibilitam o monitoramento e, a partir disso, a gestão de estratégias.

Os KPIs (Key Performance Indicators) são o passo seguinte: São os indicadores mais relevantes criados a partir das métricas. Eles é que vão indicar se os resultados são positivos e satisfatórios.

Cuidado com as Métricas de vaidade

Um erro comum ao analisar os dados de uma estratégia de marketing digital é o de ver apenas as métricas da vaidade: o número de curtidas, compartilhamentos, visualizações, seguidores, entre outros.

Essas informações até podem ser úteis e são facilmente coletadas, mas elas nunca podem ser a base de uma análise do sucesso do seu negócio.

E também não devem se tornar KPIs, porque analisam apenas quantidade e não engajamento verdadeiro.

Quais métricas são realmente importantes?

Se número de curtidas e compartilhamento não são tão essenciais para o seu planejamento de marketing digital, quais são as métricas realmente úteis, que vão permitir que você pare de gastar dinheiro com atenção que não valerá a pena no longo prazo?

Conheça um pouco sobre as principais:

Número de visitantes

A primeira métrica relevante é contabilizar quantos visitantes estiveram no blog ou site da sua empresa.

Isso permite ver que tipo de conteúdo é interessante para o público-alvo e analisar onde o investimento em marketing digital tem conquistado maior sucesso.

A análise do número de visitantes também permite ver se você está conseguindo manter sua audiência e ainda conquistar novos públicos.

No entanto, essa ainda é uma métrica superficial que deve ser analisada junto com a taxa de conversão de visitantes para leads.

Taxa de conversão

Como o nome indica, a taxa de conversão é a métrica que permite analisar quantos dos visitantes de seu site ou blog realmente demonstraram interesse no produto ou serviço oferecido.

Se a cada 100 visitantes, apenas três se converteram em leads, sua taxa de conversão é de 3%.

Uma taxa baixa significa que a equipe de marketing deve investir em uma estratégia diferente para alcançar maior sucesso.

Leads

Leads devem ser uma das prioridades no monitoramento do seu resultado e também na construção de estratégias de marketing.

Eles representam os clientes em potencial para sua empresa e é neles que a equipe de marketing deve investir para aumentar o seu sucesso.

Os leads são identificados como visitantes que possuem o perfil da sua empresa e que demonstraram algum tipo de interesse nos produtos ou serviços que ela oferece.

A partir disso, é função da sua equipe de marketing preparar ações que aproximem a empresa com esses leads para qualificá-los. 

Quando esses leads demonstram interesse verdadeiro, realmente interagindo com a empresa e demonstrando desejo pelo que ela oferece, eles se tornam leads qualificados. Portanto estão um passo mais perto de se tornarem verdadeiros clientes.

Além disso, é interessante também medir a origem dos leads – ou seja, de onde eles vêm?

Identificar se a origem é o e-mail, busca orgânica ou redes sociais permite ao time de marketing organizar a estratégia de acordo com o sucesso na atração de leads.

Oportunidades

O primeiro passo depois de qualificar o lead é transformá-lo em uma oportunidade:

Oportunidades são os potenciais clientes que já estão em um momento de negociação com a empresa e são o último estágio antes da venda.

Vendas

Vendas, como o nome indica, é a quantidade de oportunidades que são convertidas em clientes de fato. 

Esse número, comparado com a quantidade de oportunidades e leads gerados, permite analisar a eficiência do marketing digital em diversos momentos – desde a atração de visitantes, conversão de leads e fechamento do negócio.

Dessa forma, é possível saber onde é relevante investir recursos e esforços para uma estratégia de marketing eficiente.

Taxa de rejeição

Se é importante analisar quantos visitantes se converteram em leads, e estes em oportunidades, também é essencial acompanhar quantos deles não se interessaram pelo conteúdo ofertado.

Para isso, a métrica utilizada é a taxa de rejeição (bounce rate), que indica a percentagem de visitantes que abandonaram a página sem nenhuma interação.

A análise da taxa de rejeição pode ser feita em comparação com uma média do mercado, para saber se ela é baixa ou está dentro dos padrões do segmento.

CPC, CPL e CAC

CPC é o custo por clique – ou o quanto a empresa investiu em comparação com o número de cliques obtidos.

Para o cálculo, pega-se o valor investido na campanha dividido pelo número de cliques obtidos.

O CPL é semelhante, representa o custo por lead e é calculado utilizando o valor total investido na campanha dividido pelo número de leads gerados por ela.

Por fim, o CAC é o custo por aquisição de cliente: uma forma de saber qual o valor total de investimento que a empresa faz para conquistar cada novo cliente. 

Para calcular o CAC, somam-se todos os investimentos feitos em determinado período (desde marketing até salários dos funcionários) e se divide esse valor pelo número de novos clientes conquistados no período.

As três métricas são muito úteis para descobrir se determinada campanha deu o retorno esperado e também para saber quando é necessário redirecionar esforços.

Além disso, o CAC ajuda a saber se o próprio empreendimento tem sido lucrativo e se é necessário buscar novas estratégias.

LTV

Uma forma de analisar se os investimentos feitos na conquista de clientes têm valido a pena é através do LTV (Lifetime Value), uma métrica que calcula o lucro líquido que cada cliente tem o potencial de gerar.

O LTV é calculado através da média de receita que um cliente típico gera para a empresa no intervalo de tempo em que ele continua fazendo negócios.

ROI

A métrica que analisa o Retorno sobre investimento (ROI) também é essencial para a saúde do seu empreendimento.

Ela avalia o valor investido em um empreendimento em comparação com o retorno que ele gerou. 

Dessa forma, permite saber se o negócio está de fato dando lucro. Junto ao CPC, CPL e CAC, permite analisar em que área a empresa deve investir mais ou repensar as estratégias.

Como analisar os dados do marketing digital?

A Fluxo sabe como a análise de dados é importante para o seu negócio, por isso utiliza ferramentas como a RD Station e a SemRush para garantir que suas estratégias alcancem o sucesso.

Entre em contato para descobrir como a Fluxo pode te ajudar. Vamos fazer juntos!

Como analisar os resultados do marketing digital

Compartilhe este artigo
Formação em Bacharelado em Informática e Administração. Sócio-fundador da Fluxo, agência de Marketing Digital. Inbound Marketing na veia. Tecnologia no sangue, resultado no suor.
Maurício Rech
Conheça o autor:

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *